História

Deitada nas férteis terras da campanha florentina, Villa Olmi é uma antiga mansão nobiliária, erguida em um magnífico parque à italiana, fielmente restaurada graças aos melhores artesãos do setor da Toscana, em colaboração com a Superintendência aos Monumentos de Florença.

O território sobre o qual surge a Villa, denominado Pian di Ripoli, é conhecido desde sempre por sua fertilidade, a ponto de ter ganhado o apelido de “Pomar de Florença” ainda nos séculos passados, desde quando os monges valombrosanos estabeleceram-se nessas terras e a Academia dos Georgófilos situou aqui suas hortas experimentais.

A história de Villa Olmi acompanha-nos por uma longa viagem, recuando no tempo: as primeiras documentações da propriedade são do século XV, graças aos mapas topográficos da região, desenhados por Leonardo da Vinci.

A primeira e efetiva mansão, construída nas casas rurais já existentes, é de 1463, graças à iniciativa da família Buonguglielimini, de Perugia, mas foi somente depois da passagem da propriedade nas mãos da família florentina dos Mozzi, em 1565, que a estrutura começou a serampliada, enriquecida e modernizada.

Durante o séc. XIX, a mansão viveu seus anos melhores: propriedade do advogado florentino Ippolito Pestellini, em pouco tempo tornou-se uma eficiente fazenda agrícola, que foi agraciada com diversos reconhecimentos entre final de 1800 e primeiras décadas de 1900, entre os quais destaca-se a Medalha de Ouro na Exposição Universal de Paris de 1900.

No decorrer do último século, porém, a Villa sofreu um lento e progressivo declínio, a partir da suspensão da atividade agrícola que a sustentava, até o abandono do parque e dos próprios edifícios. Somente os proprietários atuais, conscientes de seu grande valor histórico e cultural, foram capazes de reconduzi-la aos antigos fastos.

O restauro de Villa Olmi, de fato, foi um trabalho cuidadoso e fiel, projetado nos mínimos detalhes, de forma a devolver ao ambiente toda sua original identidade: o trabalho de pesquisa foi conduzido em estreita colaboração com a Superintendência aos Monumentos de Florença, consultando as fontes de arquivo, as fotos aéreas e todos os testemunhos disponíveis, assim como os trabalhos, realizados como nos séculos passados pelos melhores artesãos da tradição florentina e italiana, bronzistas, mestres vidraceiros e decoradores.

Hoje, Villa Olmi resplende novamente, como em sua época de ouro: graças à conservação da originalidade de seus ambientes, devolve o valor da antiga mansão florentina, dos salões decorados com estuques às abóbadas em tijolo das adegas, das geometrias do típico jardim à italiana à intimidade de seu hortus conclusus. Além disso, a decoração com peças antigas originais, os lustres em vidro de Murano, os forros preciosos, os grandes quadros nas paredes tornam cada ambiente único e cada estadia inesquecível nesta mansão encantadora.

Reservar agora

Hotel Site Oficial - Garantia de melhor tarifa